Bem Casados

O que faz um homem e uma mulher tão diferentes construírem uma vida harmoniosamente comum? O que pode preservar um relacionamento em meio a tantas investidas sociais que banalizam valores como a fidelidade, cumplicidade, verdade e perdão?

#LIV00006

R$ 25,90

Colocar no carrinho

3 Outros produtos na mesma categoria:

Clientes que compraram este produto também compraram...

Mais informações

Investimos naquilo que acreditamos e nos empenhamos naquilo que valorizamos. Acreditamos na família, no relacionamento conjugal e no resgate de sentimentos e valores que muitas vezes se desgastam pelo tempo e por circunstâncias naturais do convívio entre pessoas diferentes.

O que faz um homem e uma mulher tão diferentes construírem uma vida harmoniosamente comum? O que pode preservar um relacionamento em meio a tantas investidas sociais que banalizam valores como a fidelidade, cumplicidade, verdade e perdão? É possível manter um casamento apaixonado e protegido das investidas malignas para desestruturar a vida conjugal?

Acreditamos que para casamento não existem um manual de sucesso, uma cartilha que assegura a felicidade conjugal, mas existem princípios, existem conselhos e experiências que compartilhadas podem despertar esperança para aqueles que amam seu cônjuge mas as diferenças, feridas e ressentimentos comprometem os votos apaixonados feitos no altar.

O livro Bem Casados é uma ferramenta eficaz no resgate da vida à dois, trazendo esperança a casais que haviam desistido um do outro, mas também prevenindo os desgastes comuns aos anos de convívio. Os pastores Ailton e Cleilda apaixonados por vidas e comprometidos com sua missão, tem se dedicado ao aconselhamento, encontros, edificação e ensino aos casais que querem viver juntos "até que morte os separe".

Pr. Ailton e Pra. Cleilda

Comentários

Escreva sua opinião

Bem Casados

Bem Casados

O que faz um homem e uma mulher tão diferentes construírem uma vida harmoniosamente comum? O que pode preservar um relacionamento em meio a tantas investidas sociais que banalizam valores como a fidelidade, cumplicidade, verdade e perdão?

Escreva sua opinião